quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Leão da Montanha: o novo Rei da Floresta

A Apple geralmente aparece com uma surpresa, ou seja, um produto sobre o qual ninguém estava rumorizando ou alguma coisa que nem é comentada.

O Mac OS X Lion foi lançado em junho do ano passado, na WWDC. Por isso, ninguém falou de uma nova versão do OS X, já que uma nova seria supostamente anunciada daqui a uns 2 ou 3 anos.

A questão é que o Lion foi na verdade um beta ou uma experiência, veja como quiser. No OS X Lion, alguns elementos do iOS apareceram. O evento ocorrido no ano passado para apresentar o Lion foi inclusive chamado de "Back To The Mac", porque as funcionalidades do iOS estavam voltando ao Mac.

O Lauchpad, por exemplo, imita a home screen do iOS. Os aplicativos em tela cheia possuem um comportamento semelhante aos apps do iOS, que são rodados em tela cheia. O Lion possui o scroll invertido, que na verdade é o correto, e isso foi herdado do iOS.

Aliás, essa história do scroll é bem interessante. O Mac já apresentava gestos multi-touch. Uma pessoa comum que não consegue perceber a mudança de sistemas tão rapidamente e precisa de um tempo para adaptar-se utiliza um iPad. 

Logo após utilizar o iPad, essa pessoa utiliza o Mac. Ela usa o gesto multi-touch para fazer o scroll, mas utiliza naturalmente ao contrário. E às vezes até toca na tela. Em computadores, o scroll sempre foi baseado na barra de rolagem. No iOS, ele é baseado no conteúdo. Quando você desliza o seu dedo de baixo para cima, a barra de rolagem desce, mas o conteúdo sobe.

E várias pessoas, antes do Lion, tentavam reproduzir isso nos sistemas de computadores. Mas como o scroll era baseado na barra de rolagem, nunca deu certo. Então a Apple veio com o Lion e colocou isso por padrão.

Ok, então várias funções interessantes do iOS foram para o Mac. Ainda assim, os sistemas precisam de uma unificação de interface. Se o Mac for tão parecido com o iOS, uma pessoa não terá dificuldades ao trocar de sistema. Como a interface será basicamente a mesma, ela se sentirá em casa independentemente do sistema utilizado.

Muitas pessoas dizem que é difícil utilizar o Mac, mas várias delas utilizam o iOS. Se o OS X for parecido com o iOS, esse problema será eliminado. Mas para isso deve-se unificar o "jeito" do sistema e acima de tudo, os apps.

E como fazer essa unificação de apps? Com o iCloud. O iCloud é forte no iOS, mas é tão fraco no Mac que atualmente nem suporta os "documentos na nuvem" decentemente. Deve-se entrar no site do iCloud e baixar o documento, o que não é muito prático.

Se uma pessoa estivesse utilizando o computador e precisasse anotar algo importante, ela teria que anotar no iPhone, por exemplo, o que também não é muito prático, já que ela poderia anotar direto no computador. Mas até então, não existia uma solução nativa que integrasse as notas ao iCloud.

Ou seja, o Lion é certamente uma transição. Ele possui algumas funcionalides do iOS, mas ele poderia ser ainda mais integrado nesse sentido.
      
Por isso que a Apple anunciou o Mountain Lion. É claro que isso poderia ser simplesmente uma atualização comum do Lion, mas se a Apple pode lançar várias funcionalidades nesse sistema e dizer que é um novo e ainda lucrar com isso, por que ela não faria isso?

Então, como já disse, a Apple anunciou o Mountain Lion. Novidades? Ele está mais parecido com o iOS do que nunca. A interface foi praticamente unificada, e a pessoa não se sentirá em um ambiente estranho caso ela venha do iOS e utilize o OS X pela primeira vez.

É um upgrade semelhante ao upgrade do Leopard para o Snow Leopard. Na época, apenas algumas funcionalidades foram adicionadas, mas foi o suficiente para que essas atualizações se tornassem um novo felino. Tanto é que o Snow Leopard é o Leopard melhorado. O nome principal foi mantido (Leopard). Essa é a ideia do Mountain Lion: aprimorar o Lion e melhorar o ecossistema da Apple.

O Mountain Lion (Leão da Montanha) é integrado ao iCloud ainda mais. Ele suporta documentos na nuvem, possui notas, lembretes, integração com o Twitter, AirPlay e até Central de Notificações.

É possível adicionar imagens no app das notas, o que indica que no iOS 6 ou até mesmo em uma futura atualização do iOS 5 seja possível adicionar imagens às notas.

Mas as 2 novidades que realmente integram as duas plataformas (OS X e iOS) são o Game Center unificado e o Messages.

O OS X terá um Game Center agora. E será possível competir com usuários do iOS, se o jogo for compatível com as 2 plataformas. É possível competir entre iOS e iOS, entre Mac e Mac ou entre Mac e iOS. A competição nos jogos será ainda mais integrada a partir de agora.

O Messages é o iMessage no Mac. Ele substitui o iChat e mescla o iChat e o iMessage. Com isso, um usuário de Mac pode enviar mensagens para outros usuários de Mac e também para usuários de iOS.


Em um futuro, será muito mais prático acabar com o iChat e unificar o Messages e o FaceTime. O iChat é uma união disso tudo, mas não é universal. Ou seja, a Apple poderia unificar o Messages e o FaceTime e chamar de iChat. Seria bem mais prático para os usuários. Mas isso é um aprimoramento futuro, vamos com calma.

O Messages está disponível em um beta público. Para baixar, clique aqui ou no link no fim do post.

O Mountain Lion ainda tem uma função que a Apple chama de Gatekeeper. Com isso, o usuário pode configurar se vai baixar programas de qualquer lugar ou se vai baixar apenas da Mac App Store.

Uma outra melhoria bem esperada é o Safari. Ele terá a barra de endereços unificada, assim como é atualmente no Google Chrome. Não existirá uma barra exclusiva de pesquisa no Google, apenas a barra de endereços. 

Se o usuário digitar qualquer coisa sem a formatação de um site, uma pesquisa no Google será aberta. Além disso, espera-se que o Safari consuma menos memória RAM, mas isso poderia inclusive ser melhorado em um update já no OS X Lion.

Quando uma pessoa compra um produto da Apple, ela deve ter em mente que a ideia sempre é a de integração. Caso uma pessoa utilize um produto da Apple em um ecossistema que não tenha outros produtos da Apple, ela pode sofrer alguns problemas, principalmente de compatibilidade. Mas se a pessoa estiver utilizando um produto da Apple dentro de um ecossistema Apple, a integração é enorme.

Agora, com o Mountain Lion, essa integração será ainda maior e colocará de verdade os Macs na jogada. Eles não estavam recebendo tanta atenção assim e não estavam tão integrados à Apple TV e muito menos ao iOS. Graças ao Mountain Lion, os Macs receberão funcionalidades muito bem-vindas e serão ainda mais integrados à nuvem.

O iOS se transformou na principal fonte de renda da Apple. A empresa de Cupertino está valorizando tanto isso que agora o Mac é mais parecido com o iOS para que pessoas possam utilizá-lo sem medo.

Ele poderia ser lançado como uma atualização normal, mas é interessante que o Mountain Lion seja realmente um novo felino até para dar a ideia de sistema novo, funções novas. Ou seja, muito provavelmente ele será pago.

Agora, o Mountain Lion possuirá vários elementos do iOS, e isso é muito interessante. Primeiro porque são funções bem legais, úteis e interessantes. Segundo porque as interfaces estão praticamente unificadas, assim como as funções. Por isso, um usuário comum não terá problemas ao migrar de um sistema para o outro. Ele saberá exatamente o que ele tem que fazer e saberá onde isso estará.

O sistema certamente será muito bem-vindo e possui várias funções bem bacanas! Às vezes, é bom simplificar sistemas de computadores para deixá-los mais parecidos com sistemas móveis. E claro, essas novas funções são excelentes e facilitarão vários processos comuns no dia-a-dia, principalmente porque a nuvem contribuirá muito para isso.

Esse post foi feito um pouco após o anúncio do OS X Lion e antes da WWDC. Conhecia-se pouco sobre o Windows 8, então várias informações sobre este sistema estão erradas. Ainda assim, vale a pena dar uma conferida. Clique aqui.

Enquanto isso, os sistemas móveis pegam os elementos dos sistemas de computadores para se tornarem mais complexos, melhorando principalmente na forma de gerenciar arquivos e na segurança.

O Mountain Lion é suportado por computadores com EFI 64bits. Para simplificar, qualquer computador da Apple de 2009 pra frente suportará o Mountain Lion sem problemas.

Para baixar o Messages, clique aqui

O sistema está atualmente em Developer Preview e pode ser baixado apenas por desenvolvedores registrados no Apple Developer Center. De acordo com a Apple, o sistema estará disponível no verão do hemisfério norte. Ou seja, em junho, julho ou agosto. Considerando que a WWDC é em junho, o Mountain Lion pode ser lançado nesse evento.

A Apple publicou um vídeo mostrando as principais novidades do sistema. No momento, ele não está no canal oficial da Apple no YouTube, então clique aqui para assistir. Assim que o vídeo estiver disponível no YouTube, ele será incorporado a esse post.

A imagem utilizada pertence à Apple, Inc. e foi utilizada para fins meramente ilustrativos. Esse post não possui fins publicitários. Quaisquer marcas registradas mencionadas pertencem aos respectivos donos.

0 comments:

Postar um comentário