sexta-feira, 1 de julho de 2011

Hacker e cracker - Explicações

Olá, leitores e leitoras do Tecnologite! Desculpem-me pela falta de posts, mas nos próximos 15 dias, a frequência de posts será maior, espero. Enfim, vamos ao que interessa.

Estão acontecendo vários ataques a sites de instituições governamentais e grandes empresas no Brasil e no mundo. Mas o que está acontecendo?

A organização de crackers Anonymous pediu para que crackers e hackers do mundo inteiro invadissem sites governamentais e sites de grandes corporações a fim de publicar informações sigilosas e comprometedoras, uma espécie de WikiLeaks.

No Brasil, a organização chamada de LulzSec invadiu alguns sites do governo, mas o máximo que se conseguiu foi provar que os sites possuem várias vulnerabilidades. Descobriram até que postaram diversos arquivos de keygens e vírus nos servidores do governo, e é possível conseguir o número do CPF da Presidente Dilma Rousseff apenas com uma simples pesquisa no Google.

Ou seja, os sites do governo do Brasil e os servidores tem muito a melhorar no que se refere à segurança. Espero que com essas invasões, o governo se preocupe mais com a segurança de suas informações.

Enfim, a Anonymous parece que voltou atrás e mandou os crackers pararem com os ataques, já que nenhuma informação relevante foi descoberta de nenhum governo. Pelo jeito o WikiLeaks já fez todo o trabalho.

Então surgiu uma dúvida comum entre as pessoas. Qual é a diferença entre hacker e cracker? As pessoas utilizam a palavra hacker no sentido errado, porque hacker é a pessoa que cria ou "invade" um software para adicionar funcionalidades novas a ele e melhorá-lo.

Os hackers geralmente entendem muito de computadores e sistemas operacionais e geralmente utilizam softwares livres, que são mais fáceis de serem modificados.

Ou seja, o hacker é do bem. Ele modifica os sistemas e programas para melhorar isso para todas as pessoas.



O cracker é do mal. Ou seja, se seu computador foi invadido por alguém, ele foi crackeado, e não hackeado. O cracker invade um sistema para corromper o sistema a fim de colocá-lo fora do ar. Os crackers não seguem princípios éticos e invadem sites e servidores importantes. 

Quando eles têm o controle do servidor ou do site em suas mãos, eles fazem coisas horríveis para realmente corromper os arquivos e causar enormes prejuízos.

Crackers podem roubar dados como contas de banco, senhas de email e outros dados importantes de usuários também. Um cracker pode roubar algum projeto secreto de uma empresa e vender isso para alguém que divulgue essas informações por muito dinheiro.

É muito difícil capturar um cracker porque eles se aprimoram a cada dia com novas técnicas de invasão de sistemas.

Ou seja, quem quebra um sistema de segurança é um cracker. Quem melhora um programa ou um sistema operacional é um hacker. Hackers geralmente sabem programar muito bem, já que somente assim saberão como melhorar um sistema.

Agora que você já sabe disso, utilize os termos corretos e da próxima vez que ocorrer um ataque de crackers no mundo, você já saberá do que se trata. Futuramente, explicarei aqui os diversos tipos de hackers que existem, já que cada programador prefere trabalhar com uma área diferente na computação.

Qualquer dúvida, contate o Tecnologite.

2 comentários:

  1. Mas Hackers fazem coisas más tbm... Não se esqueça do Stuxnet

    ResponderExcluir
  2. @MARCOLLE

    Como hackers criam programas e geralmente é para o bem, talvez os criadores do Stuxnet sejam crackers, porque a função dele era invadir e quebrar o sistema.

    Porém, como o código dele foi disponibilizado publicamente na internet, as pessoas que o alteram são chamadas de hackers, já que estão alterando um programa para melhorá-lo.

    Ou seja, o Stuxnet tem as duas coisas.

    Recomendo inclusive que os leitores do Tecnologite leiam esse post do MarcOlle que explica muito bem o Stuxnet: http://va.mu/BBay

    ResponderExcluir