quinta-feira, 28 de abril de 2011

Como funcionam as telas touchscreen?

Vocês já sabem da minha situação. Está difícil para postar aqui, mas eu faço o possível. Enfim, vamos ao que realmente interessa.

As telas sensíveis a toque (touchscreens) são muito conhecidas e utilizadas hoje em dia. Com certeza você possui ou pelo menos já viu e teve a chance de utilizar um smartphone ou algum outro aparelho que possuía uma tela sensível ao toque.

A grande vantagem de telas sensíveis ao toque é que o usuário interage muito mais com o aparelho, fazendo com que o uso dele seja mais divertido, interativo e o usuário sente que está realmente utilizando o aparelho.

Telas sensíveis ao toque estão presente principalmente em smartphones, tablets e até mesmo em alguns desktops e notebooks.

Porém, nem todas as telas sensíveis ao toque são iguais. Algumas são piores, outras são melhores, algumas são mais baratas, outras são mais caras. Tudo depende do tipo de tela que o aparelho possui e do software de reconhecimento do aparelho.

Nesse post você irá saber sobre os tipos mais importantes e utilizados de telas sensíveis ao toque.

Começaremos pela tela mais barata e a pior de todas em alguns casos: a resistiva. A tela resistiva é ideal para alguns PDAs e até mesmo para alguns jogos, mas ela não é tão boa para celulares e smartphones porque ela não é tão precisa assim e com o tempo ela adquire vários defeitos.

A tela resistiva funciona por pressão. A tela possui duas camadas separadas. Quando o usuário exerce pressão na tela, essas camadas se unem e a mudança no campo elétrico é percebida e interpretada pelo processador, que executa o comando desejado. O material nessa tela se desgasta facilmente, por isso é necessário calibrá-la toda hora e esse tipo de tela pode parar de funcionar rapidamente.

Essa tela touchscreen é a mais barata do mercado, mas também é considerada o pior tipo de touchscreen. Essa tela está presente em aparelhos como o Nintendo DS e em vários smartphones e celulares de diversas marcas como LG e Samsung.

A tela capacitiva funciona por diferença de carga na tela. Quando o toque é realizado, o usuário leva um pequeno choque, produzindo uma diminuição da carga na região tocada. Então, baseando-se nessa diferença de carga, o computador calcula a posição do toque e executa o comando desejado.

As telas capacitivas possuem uma imagem mais clara que as telas resistivas e são mais caras e precisas. Elas não precisam ser calibradas. Em compensação, esse tipo de tela pode apresentar sérios problemas em ambientes muito frios ou muito quentes.

As telas capacitivas estão presentes em vários smartphones e tablets como por exemplo no iPhone e no iPad.

O melhor tipo de tela touchscreen é tão caro que eu particularmente nunca vi um dispositivo com esse tipo de tela. As imagens são mais claras que as imagens das telas capacitivas já que não há nenhuma placa metálica envolvida na tecnologia e a precisão é ainda maior.

Essas telas são as telas de ondas acústicas superficiais (SAW - Superficial Acoustic Waves). Dois transdutores são posicionas ao longo do vidro do monitor. Também há refletores que enviam de volta um sinal elétrico vindo de um transdutor para outro.

O transmissor envia uma onda para o receptor. Quando o toque na tela é realizado, uma interrupção na transmissão dessa onda é percebida e essa interrupção é localizada e interpretada como um comando na tela.

Esse tipo de tela pode ser danificado por agentes externos, já que quase qualquer coisa que interromper a comunicação entre os transdutores será reconhecida como um toque.

Cada tela responde a um tipo de toque diferente. Nas telas resistivas, o toque é reconhecido pelo contato entre as duas camadas, então não importa o que você usará para tocar na tela. As telas resistivas precisam de algo condutor para interpretar o toque como um toque. As telas de ondas acústicas superficiais reconhecem quase qualquer coisa, menos objetos duros e pequenos.

O Microsoft Surface funciona por um sistema de microcâmeras que percebem quando algo encosta na tela. Também é um sistema bom e preciso, e suporta até multi-touch. O Surface até pode reconhecer quando um aparelho é colocado sobre ele para transferir arquivos. Não vou falar muito do Surface aqui, isso merece um post à parte, já que é uma tecnologia nova que pretende mudar a interação entre homem e máquina.

E você sabe qual a diferença básica entre uma tela touchscreen normal e uma tela multi-touch? A tela multi-touch suporta e reconhece vários dedos ao mesmo tempo, sendo que cada quantidade de dedos diferentes representa um comando diferente. Isso é mais comum a partir de telas capacitivas, já que as resistivas não são tão precisas.

Bom, quando comprar um aparelho touchscreen tenha o cuidado de saber qual é o tipo de tela do aparelho para que você não se decepcione depois.

Enfim, qualquer dúvida contate o Tecnologite. Os contatos estão na lateral direita do site.

0 comments:

Postar um comentário