quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Apple lança novos MacBooks Pro e outras atualizações

No dia de hoje, aniversário de 56 anos de Steve Jobs, a Apple atualizou sua linha de MacBooks Pro. Não houve mudanças no design, continua a mesma carcaça unibody de alumínio da geração anterior.

Porém, as mudanças internas foram bruscas, pelo menos para o modelo de 13 polegadas. Os modelos de 15 e 17 apenas ganharam uma placa de vídeo melhor e um processador com um pouco mais de GHz, mas para quem já possui esses modelos da geração anterior, acho que o upgrade não vale muito à pena.

Os novos MacBooks Pro contam com a tecnologia LightPeak da Intel com o nome de Thunderbolt, que é uma entrada com uma velocidade de transferência de 10gbps. É possível transferir um ano inteiro de músicas em MP3 em mais ou menos 10 minutos ou um filme em HD em menos de 1 minuto.

Ela não serve somente para transferências de dados. A entrada Thunderbolt serve para basicamente tudo. Ela suporta saída de áudio e vídeo (VGA, HDMI, DVI) e suporta também conexões USB e FireWire, tudo por meio de adaptadores. A grande vantagem é a velocidade na transferência.

Ela suporta até 6 dispositivos conectados simultaneamente por RAID, por exemplo.

Enfim, é uma entrada muito rápida, muito compatível e a Apple poderia ampliar essa compatibilidade colocando suporte a essa entrada em seus outros gadgets como o iPhone, os iPods e o iPad, por exemplo.

Todos os MacBooks Pro possuem uma câmera FaceTime (não é mais a iSight) HD a 720p.

A tela do MBP de 13 polegadas não mudou em resolução. Ele possui por padrão um processador Intel i5 de 2,3GHz com a nova microarquitetura Sandy Bridge da Intel e é possível colocar o i7 com 2,7GHz.

Ele vem com 4GB de RAM DDR3 a 1333MHz (podendo ser expandida até 8GB) e essa configuração vale para todos os MacBooks Pro.

O MBP de 13 polegadas possui também uma placa Intel HD Graphics 3000 com uma memória DDR3 compartilhada de até 384MB. O antigo possuía uma GeForce 320M com até 256MB de compartilhamento. Ou seja, as placas são quase equivalentes, mas a do novo MBP é um pouco melhor.

Ele vem com 320GB de HD por padrão mas é possível colocar um HD de 500GB, 750GB ou ainda um SSD de 128GB, 256GB ou de 512GB.

O MBP de 15 polegadas possui as mesmas configurações de HD, câmera, entradas e memória RAM que o de 13, mas ele possui 2 placas de vídeo, sendo que uma é igual à placa do MBP de 13 e a outra pode ser uma ATI Radeon HD 6490M com 256MB de memória GDDR5 ou uma 6750M com 1GB de memória GDDR5.

A troca de placas de vídeo é automática, como sempre aconteceu. Ele vem por padrão com um Intel Core i7 de 2,0GHz mas é possível colocar um com 2,2GHz ou um com 2,3 GHz.

O MacBook Pro de 17 polegadas possui as mesmas configurações que o de 15, exceto pela placa de vídeo, que é a ATI Radeon HD 6750M e a placa da Intel. Ele possui por padrão um Intel Core i7 com 2,2GHz e é possível colocar um i7 com 2,3GHz. Ele não possui a opção de 2GHz como o MacBook Pro de 15 polegadas.

As melhorias na linha foram basicamente de performance. O visual dos computadores não mudou, mas eles possuem agora a entrada Thunderbolt. Os testes de bateria da Apple estão mais reais do que nunca, e por isso agora a autonomia do site é a real em um uso normal, e a bateria dos notebooks pode chegar até 7 horas de autonomia.

Os MacBooks não perderam a entrada SuperDrive e a entrada para cartões SD agora lê também cartões SDXC.

O MacBook Pro de 13 polegadas custa a partir de US$1199,00, o de 15 custa a partir de US$1799,00 e o de 17 custa a partir de US$2499,00.

No Brasil, o de 13 custa a partir de R$3599,00, o de 15 custa a partir de R$6699,00 e o de 17 custa a partir de R$9199,00.

Além dos MacBooks, a Apple parou de vender a caixa do MobileMe. Agora as vendas são somente online. Isso indica que ele pode vir a ser de graça ou que grandes novidades virão, já que agora a Apple possui um data center gigante nos EUA.

A Apple também atualizou o aplicativo do FaceTime e ele está disponível na Mac App Store por US$0,99. Ele ficou pago por causa de uma lei nos EUA que determina que qualquer recurso novo para um hardware já existente deve ser pago.

Ela também lançou o Developer Preview do Mac OS X Lion, que ainda possui diversos bugs que serão corrigidos ao longo do tempo. Espera-se que o Lion esteja disponível no verão do hemisfério norte, mais especificamente após a WWDC, que ocorre geralmente em junho.

Essas foram as novidades do dia e esperamos ansiosamente pelas novidades do dia 2 de março que serão anunciadas em um evento da Apple.

Qualquer dúvida, poste nos comentários ou no fórum Tecnologite.

0 comments:

Postar um comentário