segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Diferenças entre malwares

Malware é a abreviação de "Malicious software" (software malicioso). Ou seja, um malware é todo e qualquer software que traz algum tipo de dano ao seu computador, seja ele um dano de hardware ou de software.

Sim, alguns malwares podem causar danos de hardware. Ex.: aumentar muito a velocidade do processador para que este exploda. Porém, não vou entrar muito nesses detalhes aqui.

Existem vários tipos de malwares: vírus, trojans, spywares, rootkits, keyloggers, adwares, entre outros. As pessoas não sabem as diferenças básicas entre esses tipos de malwares. Apesar de danificarem o computador, eles têm diferenças entre si.

Um vírus é um software que pode roubar informações por exemplo ou causar vários outros tipos de danos ao computador. Ele requer uma ação do usuário para funcionar, e tem esse nome porque ele consegue fazer cópias de si mesmo para infectar outros computadores e sistemas. 

Um exemplo é o vírus que vem por email, porque basta uma ação do usuário (enviar para todos os contatos da lista) e o vírus pode, por exemplo, roubar informações de senha sua e de seus contatos.

O trojan horse (cavalo de tróia) é um malware que executa uma série de outras ações sem o consentimento do usuário. Um exemplo é um protetor de tela que a pessoa baixa, mas sem ela saber, o arquivo do protetor de tela acaba instalando arquivos que danificam as DLLs do sistema por exemplo, fazendo com o que o usuário tenha que formatar o computador dele.

Nem todo trojan horse é ruim, porque se ele executar ações escondidas que não danifiquem o computador, ele não deixará de ser um trojan horse, mas não danificará o computador. É bem perigoso, mas também é o que os antivírus mais detectam, então ao mesmo tempo que ele pode trazer muitos problemas, se o antivírus for bom, ele não trará problema algum.

O worm é basicamente um vírus que se espalha sem uma ação do usuário. Enquanto o vírus danifica o computador, geralmente o worm consome muita banda de rede, deixando a internet extremamente lerda.

Os rootkits conseguem controlar o sistema operacional sem o consentimento do usuário e sem serem detectados. É um programa muito utilizado por hackers, porque na verdade, é exatamente isso que um hacker faz.

Ele se esconde de quase todos os antivírus e em alguns casos ele impede que o usuário o delete, e por isso ele pode ser bem perigoso. Eles são a maneira mais eficiente de se invadir um sistema sem ser pego.

Os spywares são programas que te espionam, e com isso as pessoas que fabricam spywares poderiam atingir melhor o usuário com propagandas, por exemplo.

Como eles te espionam, eles podem pegar senhas de bancos e de emails, além de poderem mudar a página inicial do seu navegador. Com isso, as contas do usuário são hackeadas, o que pode causar um enorme problema para o usuário.

O keylogger é um tipo bem comum de spyware que monitora a vítima para conseguir informações pessoais. Muitos sites de phishing utilizam-se de keyloggers para conseguir informações pessoais da vítima.

Os adwares não são necessariamente malwares, já que eles apenas ficam executando pop-ups sem parar e isso pode ser um pouco chato. A maioria dos antivírus remove os adwares, mas eles são utilizados muito mais para fins de propaganda do que para prejudicar o usuário.

O phishing é um tipo de email, vírus ou site que finge ser verdadeiro para roubar informações do usuário. Ele é extremamente comum hoje em dia, e ultimamente os antivírus alertam quando um site é suspeito de ser um site de phishing.

O rogue é um falso programa de detecção de malwares, que quando finge proteger o usuário, na verdade o rogue só prejudica.

Cuidado com esses malwares, e baixe um antivírus bom, que detecte a maioria desses malwares de hoje em dia. Além disso, a única saída totalmente segura para um vírus que detona seu computador é justamente a formatação, que é um processo um pouco chato visto que ele apaga todos os dados do seu computador, e por isso você precisa de um backup para que não perca todos os seus dados.

Claro, os antivírus removem os malwares, mas muitas vezes quando ele não consegue remover, a saída é a formatação mesmo.

Prefiram também os programas conhecidos como Internet Security, porque eles além de serem antivírus eles também são firewalls e a proteção deles é melhor e em tempo real.

Cuidado com essas pragas de computador e quaisquer dúvidas enviem um email ou postem nos comentários!

0 comments:

Postar um comentário